fbpx
quarta-feira, janeiro 19, 2022
spot_img
InícioCases

Cases

Case Alexandre Costa: conheça a trajetória de sucesso do fundador da Cacau Show

Alexandre Tadeu da Costa, nasceu no ano de 1971 na cidade de São Paulo, no bairro da Casa Verde. Filho de um tecelão e...

Como a marca bilionária Supreme construiu um império baseado no gatilho mental da escassez?

A Supreme deixou de ser uma simples marca de skate e se tornou um fenômeno cultural. Em suas mãos, a moda de rua ganhou novos endereços, possibilidades e valores. Para quem não conhece, a Supreme é uma grife de streetwear. A empresa, fundada em 1994, em Manhattan, foi a “manobra” mais arriscada do empresário americano James Jebbia. Ao longo do caminho, a credibilidade da Supreme no mundo da moda foi reforçada por colaborações de alto nível com nomes como Louis Vuitton, COMME des GARÇONS, Undercover, Levis’Store, Nike e Vans, a VF Company. Mas, quando surgiu, a Supreme não tinha nenhum glamour. Conheça a história em torno dessa marca bilionária e quais as estratégias de marketing ela usa para ser essa gigante.

Como a Starbucks passou de uma única loja de grãos de café para um negócio de bilhões?

Sabe aquele delicioso aroma de café quentinho, iluminação ambiente, sofás aconchegantes e o famoso símbolo verde em todos os copos? Sim, estamos falando da Starbucks, a cafeteria mais famosa do mundo. Um começo de manhã, um final de tarde, um sábado ou uma fria noite de quarta-feira. Qualquer dia e horário são propícios para tomar um bom expresso em um lugar onde se possa sentar com conforto, abrir o notebook e trabalhar, ou simplesmente pegar um delicioso café e sair. Em seus 47 anos de história, a Starbucks se transformou de uma única loja de grãos de café em uma potência de 30.000 lojas de cafés. Mas, como tudo começou? Vale a pena conhecer e se inspirar esse case de sucesso, que começou lá em Seattle, nos Estados Unidos, com três amigos que amavam os grãos de café e queriam compartilhar seu amor com outras pessoas. 🧡 ☕️

Case Airbnb: a maior empresa do ramo hoteleiro que não possui sequer um quarto de hotel

Conheça a proposta do Airbnb, que movimenta bilhões de dólares, incomoda redes hoteleiras tradicionais e virou um dos principais cases da economia compartilhada. Airbnb, que antes de ter esse nome memorável já foi chamado de “Air Bed and Breakfast”, ou seja, hospedagem e café da manhã. A história começa com dois universitários, Brian Chesky e Joe G., e 3 colchões de ar jogados no chão de um loft de São Francisco. Conheça como foi o desenrolar desse case de sucesso, e como em poucos anos, o Airbnb se tornou uma das maiores startups do mundo.

Case Norton Mello – O personal trainer que transformou sua vida fazendo lives da sua casa

O sonho do Norton Mello era ser jogador de futebol e nunca tinha se imaginado trabalhando com o Instagram e com marketing digital, mas...

Boca Rosa – A marca da Bianca Andrade que faturou R$120 milhões

Blogueira, atriz, youtuber, maquiadora, empresária e influenciadora digital, Bianca Andrade nascida e criada no Complexo da Maré no Rio de Janeiro, 26 anos, mais conhecida como Boca...