fbpx
segunda-feira, outubro 3, 2022
spot_img
InícioCasesCase Airbnb: a maior empresa do ramo hoteleiro que não possui sequer...

Case Airbnb: a maior empresa do ramo hoteleiro que não possui sequer um quarto de hotel

Provavelmente você já ouviu falar do Airbnb, case que envolve empreendedorismo, economia compartilhada, negócios digitais e estratégias eficazes de marketing. A plataforma de hospedagem já se consagrou no mercado e demonstra como a criatividade e a iniciativa são as chaves para iniciar qualquer marca de sucesso.

Assim que nasceu em 2008, Airbnb rompeu com o tradicional modelo de negócios da hotelaria conquistando inúmeros clientes ao redor do mundo, superando o legado dos hotéis Hilton em número de reservas. Desde então, as conquistas tem sido incríveis e os números são cada vez mais impressionantes:

  • presentes em 220 países e mais de 100 mil cidades (set/20)
  • +de 800 milhões de reservas (até set/20)
  • +de 4 milhões de anfitriões (até set/20)
  • Airbnb realizou seu IPO em dezembro de 2020 (em plena pandemia)
  • Valor de mercado: $127 bilhões (fev/21)

Mas, como foi possível construir esse império invisível?

3 colchões que valeram bilhões de dólares

Em 2007, os estudantes de designer Brian Chesky e Joe Gebbia precisavam de dinheiro para pagar o aluguel de seu apartamento em São Francisco. Para sobreviver, eles decidiram transformar o loft em um espaço de hospedagem.

Havia uma conferência de design chegando à cidade e os espaços em hotéis eram limitados. Sem querer recorrer aos sites de anúncios populares nos Estados Unidos, ele optaram por criar o próprio site, em que ofereciam “Air Bed and Breakfast”, ou seja, hospedagem e café da manhã.

Eles criaram um site simples, com fotos do loft com três colchões de ar no chão e a promessa de um café da manhã preparado em casa. Com este site eles conseguiram os três primeiros hóspedes, cada um pagando 80 dólares. 

Na primavera seguinte, eles recrutaram o ex-colega de quarto e engenheiro Nathan Blecharczyk para ajudá-los a tirar o Airbed & Breakfast do papel. Eles planejaram o lançamento para uma data próxima às eleições, a fim de capitalizar a falta de espaço na rede hoteleira naquela época. 

A empresa recebeu US$ 776,4 milhões de investidores como Y Combinator, Sequoia Capital, Keith Rabois, Andreessen Horowitz, Ashton Kutcher, Founders Fund e TPG Growth, em um total de sete rodadas de financiamento. A primeira rodada de financiamento foi um apelo criativo dos fundadores, que precisavam levantar dinheiro. Eles compraram um monte de cereal e desenvolveram 1000 embalagens especiais com a temática das eleições, lançadas no outono, retratando Barack Obama e John McCain. 

As caixas de cereal foram vendidas nas convenções dos partidos por 40 dólares cada. Eles venderam 500 caixas de cada cereal, o que resultou em uma arrecadação de 30 mil dólares para serem investidos no Airbed & Breakfast.

A proposta do Airbnb

A ideia evoluiu muito ao longo destes últimos anos. Atualmente, a plataforma oferece hospedagem e experiências em cidades grandes, cidades do interior, na praia ou no campo. Inclusive, esse é o link para se hospedar nesse Airbnb da imagem no início do artigo.

Se pararmos para analisar, para uma rede de hotel se expandir, seria necessário um investimento enorme para construir um prédio, o que tarda anos e custa milhões. Já o Airbnb precisa apenas que alguém se cadastre no site, o que é de graça e pode ser concluída a hospedagem poucos minutos. 

O seu formato de funcionamento é super simples: usuários que são donos de imóveis alugam o lugar inteiro ou parte dele (um quarto, por exemplo), para um hóspede. 

Eles se apresentam como uma comunidade de viagens online, permitindo que os hóspedes tenham uma experiência em locais dos mais simples aos mais exóticos.

A marca fala sobre confiança e experiência. Por isso, o Airbnb não é sobre onde você fica, mas sobre o que você faz — e com quem você faz — enquanto estiver hospedado.

airbnb-fundadores

Os responsáveis por tornar o Airbnb uma das maiores potências no mercado de turismo mundial, contam que o pensamento fora da caixa e criativo foi fundamental para o crescimento constante de suas operações.

Informações adicionais

  • 5,6 milhões de anúncios ativos em todo o mundo – até 31 de março de 2021
  • Mais de 100 mil cidades e municípios com anúncios ativos no Airbnb – até 20 de setembro de 2021
  • Mais de 220 países e regiões possuem acomodações do Airbnb até 30 de junho de 2021
  • 1 bilhão de chegadas de hóspedes no Airbnb – até 20 de setembro de 2021
  • Mais de 4 milhões de anfitriões no Airbnb – até 30 de junho de 2021
  • Mais de US$ 110 bilhões em ganhos para anfitriões – até outubro de 2020
  • US$ 9.600 em ganhos médios anuais por anfitrião até 30 de abril de 2021

Sem dúvidas, o Airbnb revolucionou totalmente o cenário do turismo mundial em uma escala sem precedentes. A transformação, iniciada em 2008, mostrou como o design estratégico consegue alterar conceitos tão fortes na mente das pessoas. E isso tudo sem possuir um único quarto de hotel.

E você já teve uma ideia maluca, inovadora e criativa, mas não tomou a iniciativa de tirar do papel? Se sim, nós podemos te ajudar a tirar o seu negócio apenas da imaginação e torná-la lucrativa. Assinar a Staage pode ser o primeiro passo que você precisa dar para transformar sua vida e dos que ama através do digital.

Conheça a Staage e todos os envolvidos em te ensinar a fazer marketing digital nos dias atuais, de um jeito simples e, na prática, sem enrolação. Seu negócio pode ser a próxima startup, como a Airbnb, a ser um grande sucesso no Brasil e no mundo.

E aí, topa? Estamos te esperando do outro lado!

MAIS LIDAS